Após naufrágio no Incomáti, desapareceram dois militares

0

Pelo menos dois (2) militares foram declaradas desaparecidos depois do naufrágio de uma embarcação, nesta quarta-feira (17), no ponto de travessia da Maragra para Calanga, no rio Incomáti, distrito da Manhiça, província de Maputo.

Trata-se de agentes da Força de Defesa e Segurança que integravam a equipa técnica responsável pela avaliação das condições de travessia para o posto administrativo de Calanga, cujo acesso está cortado devido a subida do caudal do rio Incomáti, face as chuvas que caem desde semana passada.

A embarcação levava, para além dos militares, outras duas pessoas, dois funcionários do governo do distrito da Manhiça pertencentes à Unidade Nacional de Protecção Costeira (UNAPROC).

Os técnicos foram resgatados com vida no dia do naufrágio e embarcação foi encontrada numa das zonas baixas de Calanga.

O chefe do posto administrativo de Calanga, Juvenal Sigaúque, informou que as continuam a buscas para encontras os desaparecidos.

Sigaúque referiu que devido ao corte da via para a vila sede do distrito, a população de Calanca corre o risco de ficar sem abastecimentos.

Veja também:  Dez Funcionários públicos acusados de desvio de nove milhões de meticais na província de Tete
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.